E AÍ FIRMEZA? SAIBA COMO REPOR O COLÁGENO DA PELE

Depois dos 30, é importante começar a pensar sério em repor o colágeno da pele, viu? Afinal, é a partir dessa idade que a coisa despenca ladeira abaixo e impacta diretamente na nossa aparência.

Como você já deve saber, o colágeno da pele é uma proteína produzida pelo nosso organismo, que tem como papel principal dar firmeza e elasticidade à pele.

A boa notícia é que existem vários alimentos que ajudam a repor o colágeno da pele, devolvendo muito mais firmeza e sustentação.

Pra se ter uma ideia, alguns médicos sugerem que suas pacientes combinem uma dieta rica em reposição de colágeno com o Sculptra (ácido poli–L–lático injetável), um tratamento estético estimulante da produção natural do colágeno do organismo.

Sculptra atua de dentro para fora, suavizando os sinais do envelhecimento e melhorando a flacidez.

Leia também: Nutren Beauty anvisa

Assim, os resultados, além de mais satisfatórios, tendem a ter uma duração maior e mais permanentes na pele. A seguir, algumas dicas que muitos médicos especialistas indicam para seus pacientes:

Repondo o colágeno da pele com alimentos certos
Frutas cítricas: são ricas em vitamina C, substância indispensável para a formação de colágeno. Indicação de quatro porções ao dia.

Frutas vermelhas: morango e a amora são exemplos de frutas vermelhas que contêm vitamina C e flavonoides que, ao trabalharem juntos, têm ação antioxidante que combate os radicais livres e o envelhecimento do corpo humano.

Leia também: Skin renov

Linhaça: rica ação das fibras e ômega-3. O ideal é consumir uma colher (chá) por dia, de preferência triturada.

Aveia: é uma fonte de silício, um dos nutrientes necessários para a formação de colágeno.

Peixes: ricos em ômega-3 e DMAE. Comer no mínimo três vezes por semana garante uma ótima absorção das enzimas.

Castanha, nozes e amêndoas: contêm ácidos graxos poli-insaturados importantes para a vitalidade da pele e vitamina E.

Abóbora, cenoura, melão e pêssego contêm vitamina A, responsável pela regeneração da pele – coma ½ xícara por dia, em saladas ou sucos.

Chá Branco: o chá branco pode proteger as proteínas presentes na estrutura da pele, em especial o colágeno.

10 TRATAMENTOS E REMÉDIOS NATURAIS PARA CÓLICAS MENSTRUAIS

A criação do anticoncepcional e outros remédios que auxiliam a cólica menstrual (dismenorreia), foram mulheres, auxiliando-as na saúde e na conquista das independências sexual e profissional, porém muitas delas têm problemas relacionados à menstruação e cólicas e não se dão bem com os remédios tradicionais, afinal o que fazer quando isso acontece?

A medicina alternativa tem ganhando cada vez mais espaço no tratamento para a cólica menstrual, dores, ansiedade e a TPM, fatores que tanto alteram o estado emocional das mulheres nesse período.

Pesquisadores e ambulatórios confirmaram em estudos como certos tipos de produtos naturais e técnicas de massagem podem ser eficazes no período de cólica, separamos algumas delas para você:

Valeriana
Pesquisadores da Universidade Hungkuang de fertilização in vitro, em Taiwan, juntamente com outros órgãos de pesquisa do país, testaram a valeriana em forma de placebo em 100 estudantes, no começo da menstruação, e durante dois dias e concluíram que a valeriana pode ser eficaz para amenizar dores causadas pela cólica.

Massagem
Os mesmos pesquisadores concluíram, em uma nova pesquisa, que a cólica pode ser aliviada por aroma essencial de óleo de massagem. O estudo foi efetivado misturando óleos essenciais, durante o período de cólicas menstruais, em pacientes nos ambulatórios e explorou ingredientes analgésicos nos óleos, que quando usados em forma de creme diariamente, resultavam na diminuição significante da dor abdominal.

Leia também: Cólica menstrual dicas caseiras

Acupuntura
A acupuntura não é só um alívio ao estresse e às dores de coluna, mas também é eficaz na cólica menstrual. Um estudo, conduzido entre dezembro de 2000 e agosto de 2001, com 69 estudantes, atendidas no Colégio Técnico de Taiwan, concluiu que após tratamento a acupuntura pode ser eficaz no tratamento de cólica primaria, quando as pacientes não apresentam históricos de problemas maiores em sua menstruação.

Açafrão, semente de aipo e anis
Em estudo realizado na Universidade de Isfahan, no Irã, concluiu entre 180 estudantes mulheres, de 18 e 27 anos, que pode haver amenização de dores significativas na cólica com o uso de açafrão, semente de aipo e anis.

Erva-doce
Um estudo realizado em Kerman, República Islâmica do Irã, comparou a eficácia erva-doce e ácido mefenâmico para alívio da dor da cólica primária. Entre os dois grupos do Ensino Médio que participaram da pesquisa, conclui-se que o efeito da erva doce é o mesmo efeito que ocorre em remédios tradicionais, logo é possível usá-la contra cólica perdcamente tanto quanto um remédio usual.

Gengibre
Não só a erva-doce, mas também o gengibre pode ajudar mulheres com cólicas. A cápsula de gengibre em pó é tão eficaz quanto o ácido mefenâmico, segundo pesquisa realizada em ambulatórios, entre setembro de 2006 e fevereiro de 2007.

Extrato de folhas de goiabeira
Um estudo clínico realizado em ambulatórios, feito com 197 mulheres, acompanhadas por 4 meses, concluiu um efeito favorável do extrato de folhas de goiabeira em dores abdominais intensas, causadas pela cólica.

Óleo de krill
Em estudo realizado também em ambulatórios, com 70 pacientes, comparou a eficácia do óleo de krill e leo de ômega 3 de peixe para amenizar cólicas. Segundo resultados feitos por estatísticas e auto avaliação das pacientes, o óleo de krill pode ser mais eficaz na cólica que o ômega 3.

Tomilho
Em estudo realizado, na Babol Universidade de Ciências Médicas, com 84 estudantes, concluiu que com 25 gotas de óleo essencial de tomilho em cada paciente, auxiiam na dor abdominal da cólica.

Gostou das dicas? Acompanhe nossa fan page e mantenha-se informado. Ou envie sugestões aqui.

Confira quais os benefícios da babosa para a beleza dos cabelos

A babosa se tornou a queridinha das mulheres que amam cuidar de seus cabelos, pois, através dela existem vários benéficos, não só para os cabelos, mas também para a saúde, feminina ou masculina.

Confira quais os benefícios da babosa para a beleza dos cabelos (imagem: reprodução/internet)
A babosa (aloe vera) de aparência grosseira e espinhosa é uma planta perene, com seu curto tronco, é apreciada como “planta da imortalidade”, nos tempos passados, a planta é de origem africana, porém nos dias de hoje, sua cultivação é relevante em todo o mundo, além de ser uma planta cultivada ela se tornou amplamente utilizada, ela age de forma excelente no organismo, como para o fígado, melhorando as toxinas, ajuda também a proporcionar o equilíbrio do Kapha, o Vata e o Pitta. O gel da babosa é ótimo para o tratamento desordens menstruais, como dores abdominais (cólicas), nessa situação podemos fazer uma mistura de uma pitada de pimenta do reino e duas colheres do chá da babosa e tomar três vezes ao dia, para melhor eficácia.

Leia também: vantagens da Babosa

Além de ser usada nos cabelos a babosa também age no organismo
A babosa age de forma magnifica, purificando o sangue, dessa forma surge o beneficiamento da vesícula biliar, fígado, e estômago. Além disso, pode-se ser utilizada em casos de colite e úlceras aliviando as inflamações. Em casos de conjuntivite, pode-se aplicar a babosa nas pálpebras, pois, proporcionará um alivio imediato da dor, sua maravilhosa eficácia para problemas de pele e acnes é surpreendente. De acordo com Estudos Clínicos atualmente, o uso externo do gel da babosa faz uma excelente cicatrização em 72 horas e melhoraram com maior rapidez e mostraram pouca perda de tecidos e pouquíssimos problemas, comparando-se com os métodos convencionais. Dessa forma, é comprovado que a aloe é ótima para cortes, ferimentos traumáticos, queimaduras e herpes.

A função da babosa nos cabelos
Limpa o cabelo: Através de seu elevado conteúdo de aminoácidos e polissacarídeos, a Babosa faz uma limpeza profunda dos poros do couro cabeludo.

Hidrata o cabelo: A planta é eficaz para deixar os cabelos hidratados, uma vez que ela age com os seus minerais e nutrientes no combate ao efeito ressecado.

Evita a queda dos fios: Ao deixar o bulbo mais forte, ela ajuda a evitar ou tratar a queda, no caso de quem já sofre com o problema.

Confira quais os benefícios da babosa para a beleza dos cabelos (imagem: reprodução/internet)
Trata a caspa: A planta pode tratar as seborreias, como a caspa, que atingem o couro cabeludo, evitando a oleosidade excessiva e ajudando a diminuir a coceira, a irritação e a descamação.

Auxilia no crescimento: Ela ajuda a destampar os poros e penetra neles, estimulando a circulação sanguínea e favorecendo o crescimento saudável dos fios.

Evita fios quebradiços: Graças às suas propriedades semelhantes às da queratina, a Babosa aumenta a flexibilidade do nosso cabelo, evitando que se quebre com facilidade e fazendo com que pareça mais saudável.

Protege os cabelos dos raios solares: A babosa age no cabelo também como protetor solar, cuidando do couro cabeludo contra os raios UV.

Receita de como usar a Babosa
Ao cortar a babosa retira-se o gel (baba), se preferir pode bater no liquidificador para facilitar a aplicação. Deve-se aplicar o gel diretamente nos cabelos lavados, do couro cabeludo massageando até as pontas, assim como também pode potencializar suas máscaras de hidratação, adicionando uma colher de sopa do gel na quantidade de máscara necessária para aplicar em seu cabelo.

Varizes

Varizes surgem ao longo das pernas e podem causar dor e inchaço. Sua ocorrência é mais comum em pessoas que necessitam ficar em pé por longos períodos.

Varizes são veias dilatadas e deformadas, de coloração púrpuro-azulada, que surgem ao longo das pernas e podem causar dor e inchaço. Sua ocorrência é mais comum em pessoas que necessitam ficar em pé por longos períodos.

As veias das pernas, que reconduzem o sangue ao coração após ter irrigado os membros inferiores, possuem válvulas cuja finalidade é impedir o retorno do sangue aos pés pela ação da gravidade. Às vezes, essas válvulas não funcionam com eficiência e o sangue empoça nas veias provocando deformação, inchaço e alterações na sensibilidade da pele.

Veja também: Leia aqui uma entrevista completa sobre varizes

Leia também: Varicell preço

Nas mulheres, durante a menstruação e na gravidez, principalmente, os sintomas tendem a piorar.

Episódios de maior gravidade podem ocorrer tanto por dilatação das veias profundas quanto das superficiais. Nesses casos de insuficiência venosa, podem surgir edema persistente nos pés, úlceras nas pernas e alterações na pigmentação da pele.

TRATAMENTO

Varizes superficiais podem ser facilmente reconhecidas observando-se a pessoa em pé. O tratamento mais comum é a remoção cirúrgica das veias comprometidas. O cirurgião faz diversas incisões, retira as veias afetadas e protege a(s) perna(s) com bandagens. O procedimento cirúrgico é rápido, o tempo de hospitalização é curto e a recuperação em casa pode durar algumas semanas.

Nos casos de varizes superficiais, é possível injetar drogas para necrosar as veias a fim de que não mais conduzam sangue. Esse procedimento requer normalmente duas ou três aplicações, mas não é indicado para o tratamento de varizes maiores nem para aquelas localizadas em veias profundas.

Seja qual for o tratamento adotado, é recomendável caminhar diariamente para estimular a circulação do sangue e o crescimento de novos vasos saudáveis.

RECOMENDAÇÕES PARA QUEM TEM VARIZES

Varizes não costumam provocar complicações mais graves. Nos casos mais sérios, entretanto, para evitar dores, inchaço e problemas de pele, alguns cuidados devem ser tomados:

Evite ficar de pé, parado na mesma posição, por muito tempo. Se for obrigado a fazê-lo, procure movimentar-se. Isso faz com que os músculos das pernas ajudem o sangue a circular;
Diversas vezes por dia, procure elevar as pernas acima do nível do coração por alguns minutos para facilitar o retorno do sangue para o centro do corpo;
Lembre-se de que é muito importante usar meias elásticas. Os resultados serão melhores ainda se você as calçar logo cedo, antes de levantar da cama;
Ande a pé. Caminhar é fundamental para prevenir varizes.

ADVERTÊNCIA

Ferir uma veia com varizes pode provocar sangramento abundante. Nesse caso, deite-se imediatamente e eleve a perna ferida. Comprima o ferimento com uma toalha limpa até que o sangramento estanque. Em seguida, lave com água corrente e sabão e proteja a área com um curativo compressivo.

As varizes predispõem as pessoas à flebite, inflamação dolorosa das veias. Coágulos de sangue podem formar-se nas veias afetadas. Quando um deles se instala numa veia profunda, existe a possibilidade de que um fragmento se desprenda e, deslocando-se pela circulação venosa, alcance o pulmão. Na ocorrência de qualquer inflamação dolorida, acompanhada ou não de endurecimento da área, em uma ou em ambas as pernas, que não desapareça com sua elevação, não perca tempo e procure um médico imediatamente.

Ter uma vida saudável é mais simples do que parece!

Você já teve a sensação de que ser saudável é complicado demais? São tantas dicas, conselhos e pesquisas que até fica difícil saber no que acreditar, não é? Mas tenho uma ótima notícia para você: ser saudável não precisa, de maneira nenhuma, ser complicado.

Se você pensar bem, as pessoas eram muito mais saudáveis no passado, quando não havia tantas dietas e produtos de “saúde”. E o que mudou desde então? Nada! Nossa genética ainda é a mesma, então, o que funcionava anos atrás também pode funcionar agora.

Quer ver como ficar saudável pode ser muito mais fácil do que parece? Confira cinco regras para ter uma vida saudável:

  1. Não coloque coisas tóxicas em seu corpo

Você, com certeza, sabe que há muitas coisas no ambiente que são absolutamente tóxicas para o nosso corpo. E, considerando a natureza viciante de algumas delas, as pessoas muitas vezes têm uma dificuldade realmente grande em evitá-las.

Isso inclui os vilões habituais, como cigarro, álcool e drogas. Se você tem um problema com eles, dieta e exercício se transformam na menor das suas preocupações. O álcool pode até ser agradável (com moderação, claro!) para aqueles que conseguem tolerá-lo, mas o tabaco e as drogas são ruins para todos.

Outro fator muito mais comum hoje em dia, são os alimentos pouco saudáveis e que geram várias doenças. Se você quiser ganhar uma ótima saúde, não tem outra saída: precisa diminuir o consumo desses alimentos.

Provavelmente, a mudança mais eficaz que você pode fazer para melhorar a sua dieta é cortar os alimentos embalados e processados. E não tenha dúvida: isso pode ser realmente difícil, porque muitos desses alimentos são alterados para tornarem-se altamente viciantes.

Quantos ingredientes específicos são, de longe, os piores. A lista inclui sacarose e xarope de milho. Ambos podem causar estragos em seu metabolismo quando consumidos em excesso – embora algumas pessoas os tolerem em quantidades moderadas.

No final das contas, o melhor a fazer é evitar todas as gorduras que necessitam de produtos químicos e fábricas para serem produzidos. Isso inclui as gorduras trans artificiais, óleos refinados e óleos vegetais, como os de soja, milho e girassol.

  1. Levante coisas e se movimente

Se você quer ter uma ótima saúde, não pode abrir mão de usar os seus músculos. E não estamos falando apenas de ter um tanquinho ou veias saltando do seu bíceps! A verdade é que exercitar-se e levantar pesos vai muito além de uma boa aparência.

Claro, melhorar o visual e ficar mais atraente é um bônus e tanto. Mas isso é só a cereja do bolo: o exercício também é crucial para o seu corpo, cérebro e hormônios funcionarem melhor.

Levantar pesos, por exemplo, reduz o açúcar no sangue e os níveis de insulina, melhora o colesterol e reduz os triglicerídeos. Além disso, aumenta seus níveis de testosterona e hormônio de crescimento, ambos associados com a melhoria do bem-estar. Quer mais? Levantar pesos e realizar outras formas de exercício, pode ajudar a reduzir a depressão e os riscos de todos os tipos de doenças crônicas, incluindo a obesidade, diabetes tipo II, doenças cardiovasculares, Alzheimer e muitos mais.

Reprodução

Finalmente, o exercício também pode auxiliar a perder gordura, especialmente se for combinado com uma dieta saudável. Não é só porque ele queima calorias, mas também melhora o seu estado hormonal e o funcionamento geral do seu corpo.

E o melhor de tudo é que você não precisa se matricular em uma academia para se exercitar, pode ficar em forma treinando na sua própria casa. Também é importante fazer alguma atividade ao ar livre, especialmente se você puder tomar banho de sol nesse momento e aproveitar uma fonte natural de vitamina D. Andar à pé é uma boa escolha, por mais que seja um exercício subestimado. O segredo é escolher algo que você goste e possa fazer a longo prazo.

E atenção: para quem está completamente fora de forma ou tem algum problema de saúde, o melhor é falar com um médico ou profissional de saúde qualificado antes de iniciar um novo programa de treinamento.

Leia também: gravidez

  1. Durma profundamente

O sono é muito importante para a saúde de maneira geral, e estudos mostram que a privação de sono está correlacionada com muitas doenças, incluindo a obesidade e doença cardíaca. Por isso, é extremamente recomendável dedicar o tempo adequado para ter um sono bom, de qualidade.

Se você não consegue dormir direito, por algum motivo, então consulte um médico. Os distúrbios do sono, como apneia do sono e outros, são muito comuns e, em muitos casos, facilmente tratáveis.

De qualquer forma, existem algumas coisas que você pode fazer por conta própria para melhorar seu sono: não beber café no final do dia; ir para a cama e acordar na mesma hora todos os dias; dormir na escuridão completa e diminuir as luzes da casa algumas horas antes de se deitar.

  1. Evite o excesso de estresse

Os passos acima já são boa parte do caminho para uma vida saudável, mas não são suficientes. A verdade é que nada disso adianta se você não estiver atento à maneira como pensa e se sente. Se você se sente estressado o tempo inteiro, é melhor parar e rever sua rotina.

O excesso de estresse pode aumentar os níveis de cortisol e causar efeitos prejudiciais graves no metabolismo. Ele pode, inclusive, aumentar a gordura na região abdominal e os riscos de todos os tipos de doenças. Acredita-se também que o estresse é um contribuinte significativo para a depressão.

Caso você sofra desse mal, é hora de parar e fazer de tudo para se estressar menos. Tente simplificar a sua vida e aposte em exercícios, técnicas de respiração profunda ou até mesmo meditação.

Se você simplesmente não consegue lidar com os pesos da vida diária sem ficar estressado demais, que tal ver um psicólogo? Há muitas maneiras de aprender a lidar com o estresse. Você poderá superá-lo, se tornar alguém mais saudável e também melhorará sua vida de outras maneiras. Afinal, ninguém quer passar a vida preocupado e ansioso, sem conseguir relaxar, não é?

  1. Dê ao seu corpo alimentos de verdade

Sabe qual é a maneira mais simples e eficaz de ter uma dieta saudável? Concentrar-se apenas em alimentos reais. Isso significa escolher alimentos integrais, não processados, que lembram sua aparência na natureza.

É muito melhor comer uma combinação de animais e plantas: carnes, peixes, ovos, legumes, frutas, nozes, sementes, bem como gorduras saudáveis, óleos e produtos lácteos ricos em gorduras naturais.

Se você é saudável, magro e ativo, não há problema nenhum em comer carboidratos não refinados e integrais. Isso inclui batata, batata doce, legumes e grãos, como aveia e arroz.

Por outro lado, se você está acima do peso ou obeso ou começou a sofrer de problemas metabólicos, como diabetes ou síndrome metabólica, limitar o consumo das principais fontes de carboidratos é o caminho ideal para ter melhorias dramáticas. Muitas pessoas perdem uma grande quantidade de peso simplesmente reduzindo os carboidratos, porque, inconscientemente, passam a comer menos.

Então, faça um esforço para optar por alimentos integrais, não processados, em vez de alimentos que parecem ter sido produzidos numa fábrica.

Viu só? Ter uma vida saudável é muito mais simples do que a gente pensa. E você, já aplica essas regras na sua vida? O que precisa melhorar? Reflita e mãos à obra!

Massagem redutora: tire aqui suas dúvidas

Se você está preocupada com a balança, certamente, já deve ter se perguntado se massagem redutora emagrece, não é mesmo? De fato, esse tipo de tratamento gera muitas dúvidas e está sempre em alta entre as mulheres. O grande segredo está em priorizar a saúde na hora de encontrar métodos eficientes de perder peso.

Para solucionar esse problema, existem muitas opções saudáveis, como praticar exercícios físicos, ter uma alimentação balanceada e priorizar os tratamentos estéticos não invasivos — que é o caso da massagem redutora.

Quer saber mais? Tiraremos as suas dúvidas com a intenção de contribuir para a conquista de resultados positivos rapidamente. Acompanhe!

Como funciona a massagem redutora?
Algumas pessoas questionam sobre as diferenças entre massagem redutora e massagem modeladora. Na verdade, elas são muito parecidas e o que muda é o local de aplicação. A modeladora pode ser usada em todo o corpo, enquanto a redutora é realizada apenas em partes específicas, como o abdome e as coxas.

Para realizar o procedimento, o profissional usa um creme, que tem propriedades redutoras e drenantes. Esse produto ajuda tanto no movimento das mãos — por deslizar com mais facilidade na pele do paciente — quanto na intensificação dos resultados.

Os movimentos são firmes, rápidos e profundos. É como se o profissional estivesse amassando a pele, chegando até a camada muscular que fica logo abaixo do tecido adiposo.

O que acontece dentro do nosso corpo?
O resultado desse procedimento é que a circulação sanguínea aumenta por conta dos movimentos rápidos e intensos. Assim, eleva-se também o metabolismo basal. Isso faz com que a gordura armazenada nas células passem a ser utilizadas para a manutenção energética daquela região.

A massagem redutora também funciona como um tipo de organizador dos tecidos. Ela consegue mobilizar e distribuir de uma forma melhor o tecido adiposo e, dessa forma, confere um aspecto mais estético à região manipulada.

A massagem redutora emagrece?
Apenas a massagem não emagrece. Você sentirá, depois de algum tempo de tratamento, que a região onde a técnica foi empregada está com um aspecto melhor, mas, na verdade, não houve realmente uma perda de peso. O que ocorre é uma modificação na localização dos tecidos, que promove um visual melhor.

Porém é possível aliar os resultados da massagem a uma mudança alimentar e à prática de atividades físicas. Esses dois novos hábitos realmente ajudarão você a chegar no peso e no corpo que deseja.

Quando os primeiros resultados aparecem?
Não é possível saber, com exatidão, quando o paciente verá os primeiros resultados. Afinal de contas, cada organismo reage de uma forma diferente ao tratamento. Também dependerá da região na qual será realizada a massagem e, ainda, se há muito ou pouco tecido adiposo.

Há diversos fatores que interferem nesse processo, como a retenção de líquidos e a circulação sanguínea local. Eles são capazes de interferir nos resultados e no tempo que você levará para alcançá-los.

Por exemplo, quando a circulação local não é eficiente, a massagem redutora consegue estimulá-la e, assim, a drenagem dos líquidos retidos fica melhor. Consequentemente, ocorre a perda de medidas por causa de um melhor funcionamento do sistema linfático.

O ideal é realizar, pelo menos, uma sessão por semana com duração, em média, de 40 minutos. Mas esse tempo pode variar dependendo do profissional ou da clínica em que será realizada a massagem. Normalmente, são estipuladas de 8 a 10 sessões.

Porém os resultados não perduram. Ao parar de vez o tratamento, o mais provável é que aquela região tratada volte a ser o que era antes, principalmente se não houver uma mudança de hábitos eficiente, como uma reeducação alimentar.

A massagem redutora causa dor?
Esse tipo de massagem, por alcançar os tecidos mais profundos, pode causar dor ou desconforto, mas nada que não seja suportável. Não são todas as pessoas que sofrem com esse efeito. Tudo depende do nível de sensibilidade e a frequência de tratamentos estéticos. Além disso, a dor é algo bastante subjetivo e alguns têm o limiar mais alto do que outros.

O paciente pode sentir a região dolorida após a sessão por até mesmo 24 horas depois. Isso é normal, já que os tecidos foram manipulados de forma mais brusca, especialmente se a pessoa não tem o hábito de praticar exercícios físicos.

Caso apareça pontos roxos depois da sessão, torna-se necessário pensar em mudar de profissional. Esse dano ao corpo não é necessário e esse tipo de consequência vai além do resultado esperado. O ponto roxo significa que algum vaso estourou, algo que pode causar um problema maior.

Quanto custa e onde fazer?
O custo do tratamento está intimamente atrelado à clínica ou ao profissional que realizará a massagem. Na hora de escolher, não vá apenas pelo preço. Faça as suas contas e determine um valor máximo que poderá gastar com as sessões.

Depois disso, comece a procurar pelo local. Pergunte aos amigos e parentes se conhecem algum lugar. Melhor ainda se você conseguir conversar com alguém que já passou pelo procedimento e pode dar uma indicação ao comentar se os resultados foram os esperados ou não.

O ideal é fazer a primeira sessão como uma experiência. Portanto, não feche nenhum pacote antes de conferir se o profissional se encaixa realmente com aquilo que você espera.

Algumas clínicas até oferecem o primeiro procedimento gratuito, justamente para que o paciente possa testar o serviço antes de adquiri-lo. O preço da sessão pode variar entre R$ 100,00 a R$ 150,00 na maioria dos locais.

Quais são os tipos de massagem para reduzir medidas?
A massagem redutora é apenas uma das opções que você tem para reduzir medidas. Existem várias outras e é possível escolher aquela que mais se encaixa às suas necessidades:

Drenagem linfática
A drenagem linfática, como o próprio nome já diz, drena os líquidos que, por muitas vezes, ficam retidos no nosso corpo. Diversos alimentos, especialmente os industrializados, e o próprio tecido adiposo causam um processo inflamatório.

Tudo isso provoca um edema e a retenção de líquidos em longo prazo. Esse tratamento ajuda a liberar esses líquidos e, assim, você já começa a perder medidas.

Massagem dermoativadora
É uma combinação de várias outras técnicas, como a drenagem e a massagem modeladora. Assim, ela ajuda a reduzir medidas tanto por meio da ativação da circulação sanguínea quanto por intermédio da drenagem, eliminando líquidos e ativando o metabolismo.

Massagem modeladora
Já falamos rapidamente sobre ela, que tem como principal objetivo modelar as curvas do corpo. A massagem modeladora pode ser aplicada em diversas partes, previne a flacidez, melhora o aspecto de áreas com celulite e, ainda, ajuda na redução de medidas.

Saiba que existem diversas formas de você ter o corpo que deseja, sem precisar passar por procedimentos cirúrgicos ou fazer dietas malucas, extremamente radicais e com restrições alimentares. A associação das massagens com uma mudança de hábitos é capaz de fazer maravilhas em pouco tempo.

Ajuda a reduzir celulite?
Apesar de ser muito procurado, esse tipo de tratamento está sendo divulgado com informações incorretas, especialmente na internet. Diante disso, torna-se fundamental que o paciente pesquise bastante antes de se submeter à massagem redutora para ter certeza de que é o método mais adequado aos seus objetivos.

Em relação a celulite, existe uma melhora significativa conforme a frequência das sessões. Isso acontece por conta do aumenta da circulação e do metabolismo na área massageada. Os resultados costumam aparecer primeiro em pessoas que apresentam celulites de grau leve a moderado.

Quem pode fazer o tratamento?
Antes de realizar o tratamento, você deve conversar com o profissional da área para que ele avalie cuidadosamente o seu caso. Como durante a massagem ocorre o aumento da circulação local, quem sofre com problemas de pressão arterial pode ter restrições.

Leia também: massagem redutora celulite

Ou seja, quando o paciente tem histórico de hipertensão não controlado, o mais indicado é procurar outros métodos disponíveis no mercado. Além disso, também existe restrição a mulheres grávidas, com osteoporose, lesões epiteliais e fragilidade capilar.

Leia também: Kifina bula

O profissional pode usar aparelhos?
Aparelhos que auxiliam na pressão local costumam ser bastante usados na massagem modeladora. Uma das principais diferenças é que com a técnica manual, a intensidade dos movimentos pode ser menos agressiva. No entanto, os resultados tendem a ser satisfatórios em ambos os casos.

Leia também: Phytophen bula

Tenha em mente que o método aplicado depende do objetivo de cada paciente e uma escolha equivocada pode ser prejudicial. Uma das principais vantagens de promover a redução apenas com o movimentos das mãos é que, dessa forma, o profissional de estética consegue mensurar a intensidade necessária em diferentes partes do corpo.

Qual a preparação correta?
Como já citamos anteriormente, os resultados da massagem redutora são potencializados quando o paciente tem um estilo de vida com hábitos saudáveis. No entanto, existem outras práticas que podem ajudar no preparo. O mais recomendado é beber muita água para ajudar a potencializar a redução das medidas.

Leia também: Farinha seca barriga bula

Com isso, o metabolismo funciona de maneira mais rápida e responde positivamente aos estímulos manuais. Procure dormir bem com a intenção de ficar mais relaxada no momento do tratamento.

Outra questão importante envolve fazer uma refeição leve antes de chegar à clínica escolhida. Passar por esse tipo de procedimento com o estômago cheio pode causar refluxos e ânsia de vômito. Sem contar que prejudica diretamente o trabalho do profissional por conta da indisposição que surge conforme aumentam os movimentos.

Os cremes interferem nos resultados?
A aplicação do produto ideal faz muita diferença no resultado da massagem. Dentro do método redutor, existem uma série de cremes que precisam ser escolhidos conforme o olhar experiente do profissional responsável pela sessão. Entre os mais indicados estão os termogênicos com substâncias de cafeína e centelha asiática. Esses ativos se destacam diretamente na melhora da circulação local.

Pronto! Agora, você já sabe se a massagem redutora emagrece. Considere que o resultado do tratamento depende de inúmeros fatores. Sendo assim, escolha um profissional certificado na área para potencializar os benefícios e evitar problemas futuros. Além do mais, use todas as informações adquiridas sobre o assunto com foco em se manter saudável e fugir de um processo emagrecedor agressivo.

A Importância da atividade física para a saúde

Professora de Biologia

A prática de atividades físicas é fundamental para melhoria da qualidade de vida.

A combinação de dieta balanceada e rotina de exercícios físicos resultam em um organismo saudável e na prevenção de doenças.

Leia também: Exercícios para queimar calorias

Uma rotina de exercícios deve ser adotada por pessoas de todas as idades.

Quais os benefícios da atividade física para a saúde?

Leia também: Phytophen funciona
Leia também: Kifina funciona

A prática de exercícios físicos é indispensável para melhoria da qualidade de vida
A lista de benefícios da atividade física para a saúde é grande e inclui inúmeros ganhos para o bom funcionamento do organismo:

Reduz o risco de doenças cardíacas, infartos e Acidente Vascular Cerebral (AVC);
Fortalecimento do sistema imunológico;
Melhoria da qualidade do sono;
Redução da gordura corporal e aumento da massa muscular;
Promove o bem-estar e melhoria da autoestima;
Contribui para manter o peso ideal;
Aumento da disposição e resistência física;
Regulação da pressão arterial e do nível de glicose no sangue;
Diminui o estresse;
Melhoria do tônus muscular, força, equilíbrio e flexibilidade;
Fortalecimento dos ossos e articulações.
Pessoas que não praticam nenhum tipo de atividade física são consideradas sedentárias e podem ter a sua saúde comprometida.

O sedentarismo possui alta incidência na população, sendo considerado um problema de saúde pública. Estima-se que no Brasil 46% da população seja sedentária.

A falta de atividade física também contribui para a obesidade, que é o acúmulo de gordura corporal em excesso.

A obesidade aumenta o risco de doenças cardiovasculares como hipertensão e aterosclerose, diabetes, apneia do sono e risco de morte por doenças cardiovasculares.

VEJA TAMBÉM: Dia Mundial da Saúde
Como começar a praticar atividades físicas?
Com a rotina repleta de atividades, o tempo para as atividades físicas fica comprometido. O ideal é praticar algum tipo de atividade física que movimente grandes grupos musculares como a natação, a caminhada e o ciclismo.

Procure adotar 30 minutos de atividades físicas nos seus dias. Algumas tarefas simples e rápidas podem ajudar a no início. Confira algumas dicas:

Optar por caminhadas em trajetos curtos;
Fazer uso de escadas, ao invés de elevadores e escadas rolantes;
Levar o cachorro para passear na rua;
Lavar o carro;
Andar de bicicleta;
Procurar companhia de outras pessoas para realizar exercícios, isso deixará a atividade mais prazerosa e diminuirá o risco de desistência.

Atividades físicas realizadas em grupo podem ser divertidas e estimulantes
Antes de iniciar uma atividade física, especialmente as mais pesadas e exigentes, é recomendável consultar um médico. O mesmo vale para pessoas que possuem algum tipo de doença cardíaca, diabetes ou problemas nos ossos.

É fundamental ainda beber bastante água e ter uma alimentação saudável. Lembre-se que a dieta balanceada também é indispensável para a manutenção da saúde.

8 problemas de pênis para falar, ninguém está seguro!

A vida é dura, entre outras coisas …

1 – Você quebrou seu pênis

Ok, não há osso no seu pênis, mas uma fratura é possível. Acontece quando há uma lágrima por parte do seu pênis que leva o nome doce de Tunica albuginea, sim, joga. É durante o amor que isso pode acontecer, você ouve um POP sem graça e uma perda imediata de ereção. Ir para emergências, se o problema for resolvido em 24 horas, não é um problema. 

2 – Sua ereção não faz mais parte depois de alguns drinques

O álcool pode tornar a sua ereção ou ejaculação menos provável. Isso ocorre porque o álcool age como um relaxante, o que coloca seus sentidos (incluindo seu pênis) para dormir. Se você planeja usar seu pênis, coloque um limite para a bebida à noite!

3 – Há sangue no seu esperma

Acalme-se, respire … Chama-se hematospermia, na maioria das vezes não é um sinal de câncer. Isso pode acontecer uma vez ou regularmente. Mesmo que isso aconteça sozinho, consulte um médico.  

Pode ser uma inflamação da próstata ou vasos seminais, bem como a presença de coágulos no caminho da ejaculação, nada muito sério, segundo o Dr. Morgentaler, urologista e professor de Harvard. 

4 – Seus testículos são azulados

Você é um super-herói … Não é real, não é realmente um problema do pênis. A síndrome dos testículos azuis realmente existe, mesmo que eles não se tornem realmente azuis. Isso se refere a uma dor quando você faz amor por muito tempo sem ejacular. Basicamente, o influxo de sangue faz de você bolas muito ruins. Felizmente, tudo será melhor no momento da ejaculação ou com o tempo. Com o tempo vai tudo vai! 

5 – Você continua, de novo e de novo e de novo, sem ejacular …

Vamos terminar!

Acontece quando você se masturba demais, ou com movimentos que você não joga com o seu parceiro. Existem tratamentos como pílulas para aumentar o fluxo sanguíneo ou antidepressivos. Se isso acontecer com você, acalme-se com a masturbação para voltar a algo mais calmo. Se nada for feito, consulte um médico, físico, bem como fatores psicológicos podem causar esse problema. 

E se você tiver precisando de alguma ajuda na hora do sexo conheça o estimulante chamado Tauron.

6 – Seu orgasmo vem rapidamente, muito rapidamente, muito rapidamente.

A ejaculação precoce ocorre após um minuto de penetração, resultando em perda de confiança e ansiedade. Existem dois tipos de ejaculação precoce, recorrentes durante a sua vida ou novas. O importante é saber que isso não é fisiológico, os especialistas realmente ignoram a causa desse fenômeno. Se é novo em sua vida, é mais provável que seja psicológico (mais frequentemente acontece, quanto mais você está estressado, e mais isso acontece …).

Os tratamentos podem assumir várias formas, um acompanhamento psicológico, um tratamento para retardar a ejaculação, pulverizações dessensibilizantes … 

7 – Seu pênis está torto e dói! 

Isto tem um nome, a doença de Peyronie. Não deve ser confundido com o fato de que seu pênis sempre foi torcido! De acordo com Morgentaler “Há muito poucos pênis que são perfeitamente retos, existem vários graus de curvatura, é normal, especialmente se sempre foi desta forma”. 

A doença de Peyronie é quando o pênis se dobra durante a ereção e causa dor. Isso se deve à cicatrização dentro do pênis, geralmente após um trauma ou lesão que não tenha sido curada normalmente. 

8 – Se raspar, é o chououille!  

Isso é chamado de intertrigo inguinal ou simplesmente coceira ou eczema, uma infecção fúngica genital.  

O calor, a transpiração causa coceira. Se você suar muito nos testículos, você sabe por que ele também está coçando você. 

Use talco, lave e seque seus genitais de forma limpa. Se você já os tem, existem cremes para se livrar deles. 

Farinha de Maracujá: muito além do emagrecimento

As farinhas funcionais como as de berinjela, de banana verde e de maracujá estão cada vez mais presentes nas dietas. Elas são ótimas para levar sensação de saciedade e as suas fibras se ligam à gordura do alimento, formando uma espécie de gel, impedindo que ela seja absorvida e se transforme naquela gordura localizada indesejável.

A farinha de maracujá é feita a partir da parte branca da fruta, aquela que sobra quando tiramos a polpa para fazer suco ou doces. Você pode encontrá-la em supermercados, farmácias, lojas de produtos naturais ou, melhor ainda, fazer a sua própria farinha em casa sem nenhum tipo de aditivo químico.

Veja essas 7 dicas para emagrecer de forma mais saudável e leia também nossa matéria sobre a água de berinjela.

Benefícios da farinha de maracujá
Prevenção do diabetes
Se você é do tipo de gosta de comer doces ou tem casos de diabetes na família, é um grande voluntário a se tornar diabético algum dia. A farinha de maracujá contém muitas fibras e estas, por sua vez, conseguem equilibrar os níveis de glicose circulante na corrente sanguínea. Evita-se assim a formação do pico de insulina e a liberação excessiva dessa substância no nosso corpo.

Promove saciedade
Como já dito acima, a grande vantagem das farinhas orgânicas é o fato de serem repletas de fibras que, quando ligadas à gordura formam um tipo de gel dentro do estômago. Isso ocupa um grande volume na cavidade estomacal levando ao cérebro sinais de você já está saciado apesar de ter comido menos do que o de costume.

Descubra como emagrecer de forma saudável tomando suco detox.

Ajuda na digestão
Mais um ponto para as fibras pois elas são as principais responsáveis por esse benefício. Quando mais fibra o bolo alimentar tem, mas facilmente ele passará pelo intestino. Assim, esse alimento é ótimo para quem passa por problemas de constipação intestinal, a famosa prisão de ventre.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Controla a pressão arterial
Uma pessoa hipertensa possui diversas placas de gordura “coladas” nas paredes dos vasos sanguíneos. Isso dificulta a passagem do sangue dentro deles e assim a pressão arterial se eleva. Como a fibra se liga à gordura e impede a sua absorção, a farinha de maracujá consegue reduzir as taxas de colesterol.

Como consumir a farinha de maracujá

A farinha de maracujá é bem versátil e o melhor horário para comê-la é antes das principais refeições. Apenas uma colher de sopa é o bastante para sentir os seus efeitos. Ela pode ser adicionada em sucos, vitaminas, iogurtes e outros. Também pode substituir a farinha de mandioca tradicional durante as refeições.

Leia também: Phytophen funciona

Descubra quais são os melhores chás para emagrecer.

Vai “jacar”? Pois bem, uma ótima dica é comer a farinha de maracujá antes. Por exemplo, vai para um aniversário, um churrasco ou para uma macarronada com os amigos? Ingerir a farinha 30 minutos antes de ir te dará maior saciedade e fará com que você coma bem menos. Assim, você não fica com tanto peso na consciência depois.

Para fazer a sua própria farinha de maracujá é bem simples: basta pegar aquela casca que sobrou do suco que você acabou de fazer, cortar em tiras e levar ao forno por 30 minutos. Depois, basta triturar no liquidificador quando estiver em temperatura ambiente e peneirar. Pode ser guardado numa vasilha por até 3 meses.

Contraindicações da farinha de maracujá
Não há contraindicações para a farinha de maracujá, porém é sempre bom evitar o consumo exagerado. Outro detalhe é que você deverá ingerir muita água. Para fazer a fibra alimentar trazer os benefícios desejados é preciso ingerir muitos líquidos ou então ela poderá causar distensão abdominal e outros problemas

Como reagir a um colapso sexual?

Se o distúrbio de ereção é episódico, regular ou permanente, aqui está uma visão geral das reações a ter (e não ter) para superar as duas falhas do teste. Pois a disfunção erétil é uma questão de homens, mas de casais.

Um estudo recente * sobre a disfunção erétil revelou os fatores que levaram às quebras, mas também várias dicas para remediá-los. A disfunção erétil pode ocorrer episódica, regular ou permanentemente, relacionada a causas orgânicas (anormalidades hormonais, doenças degenerativas …) ou psicológicas (estresse, ansiedade, medo de não ser eficaz …).

A saber: o colapso sexual não implica necessariamente uma queda na libido masculina. Se o homem não quisesse fazer amor, ele nem tentaria. O distúrbio de ereção é manifestado pela incapacidade de atingir ou manter o endurecimento do pênis suficiente para permitir uma atividade sexual satisfatória. 

De acordo com o estudo, 31% das mulheres relatam já ter experimentado um colapso de seu parceiro, enquanto 41% dos homens entrevistados tiveram a experiência dolorosa de um distúrbio de ereção. Essa diferença viria da “natureza protetora” das mulheres, que tendem a minimizar o problema: 2 de cada 3 mulheres fazem comentários calmantes sobre a disfunção erétil.

No início de um colapso, 68% das mulheres dizem que ”  não importa, será melhor da próxima vez  “, enquanto 55% gostariam de conversar com o parceiro. Uma boa maioria, de modo que poderia ajudar em um bom caminho um homem vítima de avarias regulares. A comunicação é essencial em um casal, não é deixar de lado o nível sexual, pelo contrário. 

Leia sobre o estimulante masculino chamado Macho Power.

Comportamentos a evitar durante um colapso sexual

Enquanto as mulheres tendem a jogar para baixo a situação, os nossos colegas do sexo masculino, eles são menos confiantes sobre fracasso sexual: apenas 1 em cada 2 homens pensam que está tudo bem e vai ser melhor da próxima vez. Se você começar a querer abordar o tema do fracasso sexual e seu parceiro não está totalmente receptivo por ser indiferente ou agressivo, é melhor abster-se e adiar a discussão até mais tarde, tendo o cuidado de pegar poleiro que Ele nos joga na mosca.

Também tome cuidado para não pressionar o seu homem, levando você como uma jovem ninfeta que cheira a libido de nariz cheio. Portanto, nenhum tamanho de pijama de leopardo de 16 anos, stilettos de 15 cm ou velas perfumadas com gengibre durante uma noite supostamente o faria esquecer seus problemas.

Este comportamento fará com que ele se vire sem pedir o seu descanso, sentindo o medo de não estar à altura dos seus desejos.

As mulheres estão mais preocupadas do que os homens com o impacto da disfunção erétil na vida conjugal. Assim, 1 em cada 3 mulheres pensam que algo está errado entre ela e seu parceiro (contra 23% dos homens) e 25% das mulheres se perguntam se o parceiro ainda as ama.

Então, para combater o medo de se separar, alguns tentam se tornar mais desejáveis ​​para seus homens, encontrando uma linhagem de deusa ou se vestindo como uma vítima da moda.

O problema é que o homem, incomodado por essas transformações brutais, não reconhece mais sua esposa. Em vez de ser seduzido, ele fica aterrorizado e fechado a qualquer diálogo (e qualquer ereção).